Canal do Youtube

Projetos


Manejo Biológico Preventivo de PragasManejo Biológico Preventivo de Pragas

 

 

 

MANEJO BIOLÓGICO PREVENTIVO DE INSETOS, DOENÇAS E NEMATÓIDES - BioSag

 

                           Dando continuidade aos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento de inovadoras formas de cultivo da oliveira, buscando um equilíbrio, uma adaptação e uma interação com o meio ambiente onde este olival está inserido, a Bosque Olivos firma nova parceria de pesquisa com a Bio Sag.

                                  A premissa básica do controle biológico é suprimir as pragas agrícolas e os insetos transmissores de doenças a partir do uso de seus inimigos naturais, que podem ser outros insetos benéficos, predadores, parasitóides, e microrganismos, como fungos, vírus e bactérias.

 

                              Envolve o mecanismo da densidade recíproca, o qual atua de tal forma que sempre uma população é regulada por outra população, ou seja, um ser vivo é sempre explorado por outro ser vivo e com efeitos na regulamentação do crescimento populacional, e assim mantendo o equilíbrio da natureza.

 

                             Do ponto de vista econômico, um inimigo natural efetivo é aquele que é capaz de regular a densidade populacional de uma praga e mantê-la em níveis abaixo daquele de dano econômico estabelecido para um determinado cultivo (NAE – nível de ataque econômico).

 

                        O protocolo que está sendo implementado no olival tem uma atuação conjunta e inter-relacionada, envolvendo 05 fungos e 03 bactérias, que trabalham juntas:

 

- Trich 10 – (Trichoderma harzianum) – é promotor de crescimento e têm efeito Antagônico, através de competição, parasitismo e antibiose a vários fungos decompositores de material orgânico, fungos estes que também causam doenças (patógenos). Além disso, quando instalado na rizosfera, transfere hormônios para o desenvolvimento de pelos das raízes, aumentando o acesso a água, consequentemente aos nutrientes;

- Purpu 11 – (Purpureocillum lilacinum) – é um Antagônico aos Nematóides, que invade e coloniza os ovos, cistos e juvenis de nematoides;

- Pocho 12 – (Pochonia chlamydosporia) também tem efeito Antagônico aos Nematóides, invade e coloniza ovos, cistos e juvenis de nematoides;

- Metar 01 – (Metarhizium anisopliae) e Beauv 02 – (Beauveria bassiana) são microrganismos entomopatogênicos de insetos e pragas. Ambos produzem quitinases, que são enzimas que quebram quitinas, assim, conseguem invadir micelialmente ovos, ninfas, juvenis e adultos de insetos-pragas e possuem penetração micelial passiva na própria planta, assim colonizam as plantas. A cada condição de alta umidade, há crescimento das hifas que produzem e propagam conídios, contaminado e aumentando assim a pressão no ambiente destes entomopatogênicos contra insetos-pragas;

- Ba.Sub 20 – (Bacillus subtillis) é uma bactéria, a qual se destaca no controle de doenças. Bacillus subtilis é um organismo muito versátil e efetivo na prevenção e controle de doenças causadas por várias espécies de patógenos em diversas culturas. Este microrganismo é conhecido também como rizobactéria promotora do crescimento de plantas. Habita o solo e com frequência é isolada na rizosfera de diversas plantas cultivadas;

- Azo. Br 21(Azospirillum brasilense)  é uma bactéria diazotrófica fixadora de Nitrogênio.

- Pseud 22 – (Pseudomonas fluorescens) é uma bactéria solubilizadora de Fósforo.

 

                           O controle biológico é assim, um componente muito importante na estratégia de manejo integrado de pragas já implementado na propriedade, pois hoje é pacífico que a prevenção de doenças e de ataques de pragas, não só evita as doenças, mas possibilita uma vida mais saudável à planta, com redução do stress, reforço na sua indução natural de resistência aos problemas, facilita e melhora a sua nutrição, enfim, os ganhos são inúmeros e acabam ocorrendo de forma conjunta e interligada, indo muito além no seu resultado, se fosse implementado apenas um dos fatores de manejo.

 

                              Tales Machado Altoé

                                (Bosque Olivos)


+ projetos

00000

Bosque Olivos | Estação Experimental de Pesquisa | Cultivo Agronatural de Oliveiras | Cachoeira do Sul / RS | (51) 99591045